Criação com Templates

Vivemos em uma época onde cada vez mais é possível conseguirmos gratuitamente imagens, vetores, templates e outros tipos de mídias para nosso uso pessoal ou profissional. A qualidade nem sempre é a melhor, mas quem procura acha, e acha muita coisa!

Meus alunos sempre me perguntam e ficam imaginando, que se é assim, então o próprio cliente vai começar a procurar essas ferramentas gratuitas para não precisar pagar um profissional (designer ou programador). A questão é que, mesmo com um conteúdo tão vasto disponível, é preciso um olhar técnico e artístico para saber combinar e executar aquilo que o cliente precisa. Portanto, nosso papel de criadores (designers, fotógrafos, publicitários, produtores multimídia e afins) é cada vez mais essencial no meio deste cenário. Não adianta
ter muito conteúdo gratuito se você não sabe o que fazer com ele. A inovação, muitas vezes, não é necessariamente criar algo inteiramente novo (hoje em dia cada vez mais difícil) mas sim ajuntar 2 ideias que antes não tinham uma aparente conexão.

Template Jupiter
Template aleatório, retirado do themeforest.net, vendido mais de 7000 vezes! (clique na imagem para abrir)

Quando estamos falando de templates, a questão é muito simples: honestidade. Se você utiliza um template como ponto de partida no trabalho, o cliente deve ser comunicado disto. Não é justo pegar algo que não foi você quem fez, fazer pequenas modificações e vender como seu, pelo preço de quem fez isto do zero.

Entretanto, acho super tranquilo trabalhar com templates de sites com determinados clientes que não querem investir nem tempo nem dinheiro na criação de um site “totalmente” (super entre aspas) original. O design vai ser mais limitado, pois a personalização dos itens é pequena, mas o tempo de programação reduzido faz com que você consiga colocar o site no ar super rápido. O que eu costumo fazer nestes jobs é gastar mais tempo pesquisando um template que seja parecido com a identidade do cliente e com o que ele pediu no briefing ao invés de pegar o primeiro template “bacana” que depois vai me dar muita dor de cabeça.